quinta-feira, 13 de abril de 2017

Fenômenos da natureza




Fenômenos da natureza 






Crown Shyness, ou Coroa Tímida, em português, é um fenômeno natural que ocorre com algumas espécies arbóreas, onde as coroas das árvores não se tocam, deixando uma espécie de lacuna entre elas.



























Observado pela primeira vez em 1920, até hoje os cientistas não descobriram o motivo do fenômeno, que pode ser visto apenas em alguns lugares do mundo. Uma das teorias para que as árvores vizinhas e da mesma altura mantenham este espaço entre si é a quebra de galhos durante tempestades e ventos fortes.






















Há ainda cientistas que creditam o fato a uma medida preventiva contra a falta de luz, para permitir que a fotossíntese continue acontecendo, e os que sugerem que o fenômeno é uma espécie de proteção contra larvas de insetos que destroem as folhas. Independente da causa, o resultado é esse fenômeno incrível que mais parece um verdadeiro bordado no céu, confira:
































Poemeto de Amor ao Próximo por Elisa Lucinda













Elisa Lucinda é uma poeta, jornalista, cantora e atriz brasileira. A artista foi premiada com o Troféu Raça Negra 2010 em sua oitava edição, na categoria Teatro. Também foi premiada no cinema pelo filme A última Estação, de Marcio Curi, no qual protagoniza o personagem Cissa. A estreia do filme foi no Festival de Brasília de 2012.
































Além de conhecida pelos seus inúmeros espetáculos e recitais em empresas, teatros e escolas de todo o Brasil, Lucinda é admirada pela marca inconfundível de seu trabalho como atriz de telenovelas na Rede Globo, como Mulheres Apaixonadas, Páginas da Vida, Insensato Coração e Aquele Beijo, essa última no começo de 2012.








sexta-feira, 7 de abril de 2017

Triz - Lenine e Grupo Corpo















Triz - Lenine e Grupo Corpo - Espetáculo de 2013





E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música. 


Friedrich Nietzsche











































A dança? Não é movimento
súbito gesto musical
É concentração,num momento,
da humana graça natural





















A dança  - não vento nos ramos
seiva,força,perene estar
um estar entre céu e chão,
novo domínio conquistado,
onde busque nossa paixão

libertar-se por todo lado...



















Onde a alma possa descrever
suas mais divinas parábolas
sem fugir a forma do ser
por sobre o mistério das fábulas




Carlos Drummond de Andrade













 












































Quem não ouve a melodia acha maluco quem dança.




Oswaldo Montenegro















Confira a entrevista de Lenine, criador da trilha sonora do espetáculo Triz do Grupo Corpo














































LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...